Postagens

Alumínio superforte pode superar aço inoxidável

Imagem
Mecânica Alumínio superforte pode superar aço inoxidávelRedação do Site Inovação Tecnológica -  30/01/2018 O alumínio foi alterado em nanoescala, nas fronteiras entre os grãos do cristal - uma operação que ocorre, basicamente, em nível atômico. [Imagem: Sichuang Xue et al. - 10.1038/s41467-017-01729-4] Resistência do alumínio Depois de alcançar os extremos em termos de densidade - um alumínio superdenso e outro alumínio tão leve que flutua na água - agora os metalurgistas obtiveram uma liga de alumínio tão forte que rivaliza com a resistência do aço inoxidável. "Ligas de alumínio leves e de alta resistência, com força comparável aos aços inoxidáveis, vão revolucionar as indústrias automobilística e aeroespacial," disse o professor Xinghang Zhang, da Universidade Purdue, nos EUA. Normalmente as ligas de alumínio são leves e macias - em termos metálicos - e apresentam uma resistência mecânica baixa. Mas a equipe de Zhang descobriu duas técnicas capazes de alterar a microestrut…

Física quântica vira realidade tangível

Imagem
Materiais Avançados Física quântica vira realidade tangívelRedação do Site Inovação Tecnológica -  30/01/2018 Embora todos os quadrados individuais sejam idênticos, o layout e o design geral do metamaterial fazem com que as ondas se propaguem em um padrão específico, conforme indicado pelas cores diferentes dos quadrados.[Imagem: Chiara Daraio/Caltech] Mecânica quântica a olho nu Este pequeno chip é a encarnação de um experimento que, até poucos anos atrás, os físicos considerariam impossível - ele demonstra em macroescala um fenômeno que só ocorre no reino da mecânica quântica, que opera na escala das moléculas e átomos para baixo. E o chip foi construído com um objetivo bem prático: criar um sistema de engenharia para projetar metamateriais que interagem com ondas de forma específica. "Antes do nosso trabalho, não havia uma maneira única e sistemática de projetar metamateriais que controlassem as ondas mecânicas para diferentes aplicações. Em vez disso, as pessoas otimizavam um…

Exoplaneta tem atmosfera girando na contramão

Imagem
Espaço Exoplaneta tem atmosfera girando na contramãoRedação do Site Inovação Tecnológica -  30/01/2018 O exoplaneta Corot-2b é bombardeado constantemente por raios X vindos de sua estrela.[Imagem: NASA/JPL-Caltech/T. Pyle (IPAC)] Direção dos ventos Astrônomos descobriram um planeta do tipo júpiter quente - planetas grandes como Júpiter, mas muito próximos de suas estrelas - cuja atmosfera está soprando na contramão. Os ventos sobre esses planetas parecem ser ditados pela órbita do planeta, muito próxima da estrela. Isto faz com que os planetas tenham uma rotação sincronizada, o que significa que eles ficam sempre com a mesma face virada para a estrela - como a nossa lua para a Terra. "É uma situação realmente extrema onde você tem um lado do planeta sendo explodido com radiação estelar e o outro lado está em uma noite perpétua. Você tem essa atmosfera gasosa que vai responder tendo um fluxo de ar quente do lado frio do planeta," explica Emily Rauscher, da Universidade de Mic…

LEC - Uma alternativa eficiente e barata aos LEDs e OLEDs

Imagem
Energia LEC - Uma alternativa eficiente e barata aos LEDs e OLEDsRedação do Site Inovação Tecnológica -  29/01/2018 As LECs podem emitir luz em grandes superfícies a um custo muito baixo. [Imagem: Umea University]








célula eletroquímica emissora de luz As LECs - Light Emitting electrochemical Cells, ou células eletroquímicas emissoras de luz - chegaram há menos de dois anos prometendo uma alternativa mais barata e mais flexível aos LEDs e mesmo aos OLEDs. Uma LEC é um componente de estado sólido que transforma eletricidade em luz usando um semicondutor orgânico - ou polimérico, à base de carbono. Ela se diferencia dos OLEDs - LEDs orgânicos - porque apresenta também uma corrente iônica, é menos dependente dos eletrodos e funciona em tensões menores. Além disso, essas células eletroquímicas são finas, flexíveis e leves e podem ser fabricadas para emitir essencialmente qualquer cor. Elas também prometem ter um custo extremamente baixo, já que podem ser fabricadas por métodos de impressão …

Magnetismo é finalmente controlado com eletricidade

Imagem
Eletrônica Magnetismo é finalmente controlado com eletricidadeRedação do Site Inovação Tecnológica -  29/01/2018 A descoberta terá impacto direto na informática, onde os dados são transferidos como sinais elétricos mas armazenados magneticamente. [Imagem: Jakob Listabarth/TU Wien] Controle do magnetismo com eletricidade Agora não se trata mais de apenas ligar e desligar o magnetismo usando eletricidade - trata-se de controlar o magnetismo usando eletricidade. Essa possibilidade abre um potencial gigantesco de aplicações tecnológicas no campo da informática, uma vez que, nos computadores atuais, os dados são transferidos como sinais elétricos mas armazenados magneticamente. Uma equipe da Áustria e da Rússia obteve esse novo patamar prático de unificação entre eletricidade e magnetismo usando uma classe de materiais conhecidos como multiferroicos, que têm sido responsáveis por uma série de inovações recentes, como bits capazes de armazenar quatro dados diferentes. Eletro+magnetismo Como …

Nanofios moleculares são construídos um átomo de cada vez

Imagem
Nanotecnologia Nanofios moleculares são construídos um átomo de cada vezRedação do Site Inovação Tecnológica -  29/01/2018 Um ligante orgânico serve como suporte, e os átomos metálicos são acrescentados um a um para formar o nanofio. [Imagem: Orestes Rivada-Wheelaghan et al. - 10.1002/anie.201709167] Eletrônica molecular Pesquisadores conseguiram colocar na prática uma das possibilidades mais anunciadas pela nanotecnologia: eles construíram nanofios moleculares adicionando um átomo de cada vez. "Este é o primeiro exemplo de um fio de cobre molecular sendo formado em um processo passo a passo, átomo por átomo. Nosso método pode ser comparado à construção de Legos, nas quais você acrescenta um bloco de cada vez," disse Julia Khusnutdinova, que trabalha no Instituto de Ciência e Tecnologia de Okinawa, no Japão. Os nanofios estão entre os componentes mais promissores para a próxima geração de eletrônicos porque os atuais componentes estão chegando ao limite da miniaturização. Is…

Melhor que holograma: Imagem 3D flutua ao ar livre

Imagem
Informática Melhor que holograma: Imagem 3D flutua ao ar livreRedação do Site Inovação Tecnológica -  26/01/2018 A imagem é formada pelo fenômeno da persistência de visão. [Imagem: Julie Walker/Brian Wilcox/Hannah Hansen/BYU] Tela 3D ao ar livre Você ainda não conseguirá ver a Princesa Leia em toda a sua glória - dizendo a Obi Wan Kenobi que ele é sua última esperança -, mas engenheiros comprovaram que os hologramas não são a única esperança para obtermos vídeos 3D realísticos, flutuando livremente no espaço. Daniel Smalley e Erich Nygaard, da Universidade Brigham Young, nos EUA, criaram o primeiro protótipo de uma tela 3D baseada no que eles chamam de "armadilha fotoforética". A fotoforese é um fenômeno no qual partículas ficam suspensas em um líquido ou gás - que pode ser o ar atmosférico - e podem ser movimentadas usando gradientes térmicos, com o calor geralmente fornecido por uma fonte de luz laser. Este é o princípio por trás da maioria dos experimentos com raios trato…

Plástico de estufa divide a luz para aumentar eficiência da fotossíntese

Imagem
Meio ambiente Plástico de estufa divide a luz para aumentar eficiência da fotossínteseRedação do Site Inovação Tecnológica -  26/01/2018 Tanto a tecnologia do ar-condicionado que não gasta energia, quanto a que será utilizada nas estufas, é baseada em filmes plásticos facilmente aplicáveis.[Imagem: CU Boulder]








Plásticos que manipulam a luz No ano passado, uma equipe da Universidade do Colorado virou notícia mundial ao criar um ar-condicionado que não gasta energia. Agora, eles usaram a mesma tecnologia básica para criar um plástico para estufas que divide a luz do Sol, dirigindo a porção que ativa a fotossíntese para dentro da estufa, beneficiando as plantas, enquanto a outra porção vai para um sistema de purificação de água. As estufas têm sido usadas há décadas e continuam a ser o padrão para a produtividade efetiva das plantas, em comparação com a agricultura em campo aberto. Contudo, as estruturas têm altos custos em termos de energia, exigindo eletricidade para aquecimento, venti…

Gerador passivo impulsiona satélites sem gastar combustível

Imagem
Espaço Gerador passivo impulsiona satélites sem gastar combustívelRedação do Site Inovação Tecnológica -  25/01/2018 A tecnologia é adequada principalmente para satélites de órbita baixa, como os de observação da Terra.[Imagem: ESA] Gerador passivo Dois engenheiros espanhóis inventaram uma nova forma de propulsão para satélites artificiais que funciona de forma totalmente passiva e não gasta combustível. O sistema baseia-se em uma longa "cauda" metálica que se estende do satélite, com alguns centímetros de largura e um quilômetro ou mais de comprimento. Trata-se de uma fita feita de alumínio tratado para otimizar suas propriedades de emissão de elétrons ao receber luz solar e calor. A fita fica enrolada em uma bobina durante o lançamento e é desenrolada quando o satélite entra em órbita. Seguindo as leis do eletromagnetismo, essa cauda pode gerar energia passivamente conforme a altitude do satélite diminui, o que pode ser útil para retirar satélites obsoletos de órbita, guia…

Turbulência domada dentro de canos reduz 95% da energia do bombeamento

Imagem
Mecânica Turbulência domada dentro de canos reduz 95% da energia do bombeamentoRedação do Site Inovação Tecnológica -  24/01/2018 O fluido tipicamente turbulento (em cima) em comparação com o fluxo laminar obtido pela equipe (embaixo).[Imagem: Jakob Kühnen] Desestabilizar a turbulência No que promete se tornar uma nova revolução para as indústrias química e petrolífera, além do bombeamento de água para uso urbano, Jakob Kühnen e Baofang Song, do Instituto de Ciência e Tecnologia da Áustria, descobriram como domar a turbulência de fluidos circulando dentro de tubos. Até agora, os cientistas sempre assumiram que, uma vez que um fluxo de líquido em um duto se torna turbulento, a turbulência persistirá por todo o trajeto - em outras palavras, a suposição era a de que a turbulência é estável. Kühnen e Song descobriram que não precisa ser assim. Em seus experimentos, eles conseguiram desestabilizar a turbulência, fazendo com que o fluxo retornasse a um estado laminar, este sim, persistente. …

Microeletrônica e biotecnologia unem-se para criar novos materiais

Imagem
Materiais Avançados Microeletrônica e biotecnologia unem-se para criar novos materiaisRedação do Site Inovação Tecnológica -  24/01/2018 Unindo a técnica de fabricação da microeletrônica com a biotecnologia é possível fabricar dispositivos de duas ou três dimensões em grandes áreas. [Imagem: Northwestern University] DNA e nanopartículas Uma técnica que une microeletrônica com biotecnologia promete criar classes inteiramente novas de materiais e dispositivos ópticos capazes de convencer a luz a fazer curvas suaves e criar vários tipos de camuflagens e sistemas de invisibilidade. Usando DNA como elemento-chave, Qing-Yuan Lin e seus colegas da Universidade Northwestern, nos EUA, fizeram nanopartículas metálicas de diferentes tamanhos e formas organizarem-se em duas e três dimensões para formar superredes opticamente ativas. Uma superrede é uma estrutura formada por diferentes elementos, diferente da rede atômica de um cristal, formada por um único elemento - um diamante de ouro, por exem…

Intel apresenta processador quântico com 49 qubits

Imagem
Informática Intel apresenta processador quântico com 49 qubitsRedação do Site Inovação Tecnológica -  22/01/2018 Processadores quânticos da Intel: com 7, 17 e, agora, à direita, com 49 qubits supercondutores.[Imagem: Walden Kirsch/Intel] Processador quântico da Intel A Intel apresentou um processador quântico de 49 qubits, acertando em cheio o limite teórico que vem colocando entraves para os computadores e simuladores quânticos. O processador foi batizado de Tangle, em homenagem a um lago de mesmo nome no Alasca e uma referência à temperatura criogênica que os qubits supercondutores precisam para funcionar. Como existem vários desafios para a miniaturização dos qubits supercondutores, a Intel anunciou também que está fazendo progressos nos qubits de spin, nos quais as informações são guardadas na direção de rotação de elétrons individuais, um campo onde computação quânticae spintrônica se confundem. Os qubits spintrônicos se parecem com um transístor que opera com um único elétron, s…